Hoje o dia foi mais tranquilo, não corremos tanto e fizemos tudo com mais calma. O resultado? Não fomos ao Pompidou como planejado kkkk Mas ainda vou lá, quero ver a expo do Magritte.

Não tem segredo, quer fazer bastante coisa acorda cedo né…

Bom, começamos o dia indo ao l’Orangerie, que é um museu bem pequeno mas muito moderno na ponta do Jardin des Touleries. Como exposição perene estão as Nymphéas do Monet. São duas salas ovais conectadas que juntas formam o simbolo do infinito. É maravilhoso, a obra não preciso nem falar, mas a maneira com que são apresentadas também é muito especial.


Aproveita para ver os posts que fiz sobre a Maison & Objet:


No andar de baixo esta acontecendo a exposição “La Peinture américaine des années 1930” fomos para ver o Edward Hopper, e valeu a pena, mas me surpeendi muito com os quadros do Grant Wood, não conhecia o pintor e amei as telas.

Estava tanto, tanto frio (bem mais que agora a noite) que fiquei chocada com uma bobagem: como esse passaro esta caminhando no gelo e eu aqui toda encapotada com frio na perna hahahahaha


Não podíamos tirar foto da expo 🙁 Então cliquei só a entrada mesmo…

Em seguida fomos almoçar no l’Avenue, um restaurante gostoso mas muito badalado para o meu gosto, não estou nesse climão “ver e ser vista” rsss Mas foi gostoso e estavamos pertinho da Caron, loja de perfumes que o meu pai adora. Sai de lá com mais de 1L (sem exagero hahaha) da colônia que ele usa a vida toda, a Pour Un Homme.

Já estávamos indo para o destino seguinte quendo vi a loja do Pierre Cardin. Haaaaaaa como eu AMO tudo dele. Essa estética bem anos 60, geométrica, colorida, alegre e elegante – por sinal a gerente da loja foi uma das mulheres mais chics que vi aqui em Paris!

Chegamos ao Le Grand Musée du Parfum, dica da querida Tatinha. O museu é bem interessante, novinho e estão fazendo alguns ajustes ainda, mas vale a visita. Adorei uma parte em que vc escolhe digitalmente um país girando uma bolinha, retira a bolinha da base, sente o perfume do país e depois, na mesma bolinha, escuta a história do perfume.

Bom, agora vou tomar um banho voando pq ainda vamos no Crazy Horse! Depois eu conto 🙂

Beijos, Lucila