Antes de chegar na casa da paisagista Catê Poli, eu já sabia que me sentiria à vontade. A Catê é dessas pessoas que em 5 minutos achamos que conhecemos desde a infância, alegre, espontânea e colorida. Sua casa não poderia ser diferente, além dos ambientes serem a materialização dela, a família inteira é divertida e alegre. E é exatamente esse clima e essa energia que inclusive quero na minha casa nova, exatamente por isso a Catê será a paisagista que assinará o projeto. Acredito que pessoas com boas energias fazer tudo fluir com mais tranquilidade <3.

Além de gostar do assunto, para mim o Open House é também uma oportunidade de ver como o profissional enxerga o potencial de um lugar para virar seu, e no caso da Catê… bom, olha as fotos e diga você mesmo. No Open House de hoje vou te contar a história desse lugar que se resume em integrações e boas memórias espalhadas por cada cantinho.

Para começar, não é uma casa, mas sim duas! rsrsss A primeira veio em 2006, quando a Catê e o Arnaldo tiveram a primeira filha. Três anos depois, o vizinho resolveu vender sua casa e os dois não pensaram duas vezes em comprá-la. Por um tempo, mantiveram a segunda casa alugada e em 2013, quando o inquilino saiu, reformaram e incorporaram uma na outra. Todos jardins foram integrados e o escritório deles foi estruturado ali com 100m² (parte vermelha e azul), e a casa mais 100m² (parte com janelas verdes).

Eu gosto de deixar a energia fluir, de ter os espaços dentro da casa todos conectados. Poder entrar e sair por lugares diferentes, sem ter que dar meia volta.

Logo de cara dá para sacar o clima da casa já no primeiro jardim, meio descabeladinho (do jeito que eu gosto) e com a sensação de casa de praia. Se a casa tem um estilo único, de jeito nenhum! Vários, mutantes e misturados, mas as cores são mexicanas. Bom, eu achei ao menos kkkk

Nós compramos todas as tintas no mesmo lugar e o vendedor nos disse: Nunca ninguém comprou tanta variedade de cores!

Mas como é morar e trabalhar junto e separado? O paisagismo funciona como vitrine do trabalho da Catê. Como fazer reunião com cliente num jardim “marromenos” kkk De jeito nenhum, né! Olha essas fotos com calma hein, observa as coleções da Olímpia, da Aurora e do Arnaldo e depois volta aqui amanhã para ver o vídeo delicioso que fizemos lá 😉

Fotos: Mônica Assan