“Tons pastel não combinam com essa casa!”

É assim que a família da paisagista Catê Poli define o estilo da sua morada inclusive no andar superior, a área íntima. Ao longo da escada, memórias de viagens e garimpos nas paredes.

Regras na hora de pensar no quarto das meninas? Claro que não! Um buraco enorme na parede une um ao outro, tem pinturas nas paredes – que fizeram junto com o pai, desenhos delas, cores, lembranças e coleções espalhadas por todos os cantos.

Mas como podem quartos tão fora da caixa? A Catê e o Arnaldo entendem de aconchego e não estão muito aí para regras chatas e formais de casas óbvias.

Bom, vou deixar de churumelas, aperta o play e vem dar uma olhada neles falando sobre a casa!

Fotos: Mônica Assan