Open House Anna Lucia Azevedo – 1ª parte | Votorantim Cimentos

Adoro o contraste entre o concreto e o verde das plantas em lares contemporâneos. Ao mesmo tempo em que o material confere um certo ar urbano e brutalista para os ambientes, a natureza faz o papel apaziguador, deixando o clima mais leve, vivo e fresco 100 por cento do tempo. Pensando nesse combo perfeitamente equilibrado, resolvi trazer para a websérie do Casa de Valentina com a Votorantim Cimentos um Open House cheio de personalidade e vida, com um ‘q’ de urban jungle! Bem vindos ao lar da Anna Lucia Azevedo!

A história do apartamento da Anna começou há cerca de nove anos e coincide com a transição que ela fez em sua carreira: “Trabalhava na área de publicidade e estudava comportamento”, relembra. De uma forma natural, ela acabou migrando para o design de interiores e levando consigo todo conhecimento adquirido, principalmente sobre as relações humanas e padrões de consumo. Essa bagagem super rica ganhou espaço em seu trabalho como designer e reverberou também na criação do projeto do seu próprio lar:

“Minha casa, sem dúvidas, tem muita história, presentes de amigos e sempre muita gente!”

Pensando nesse estilo de vida agregador, a Anna e o marido, o paisagista Gil Fialho, decidiram reformar totalmente o apartamento de 200 m² construído na década de 1960. A área social, o coração da casa, precisava ser mais convidativa e despojada para que o casal pudesse receber os amigos e a família com todo conforto possível. A principal mudança, então, ocorreu na cozinha, que foi integrada com o living – conto mais sobre ela no post de amanhã! Para reforçar a sensação de um espaço único, a designer lançou mão do piso de cimento queimado que percorre todo ambiente, trazendo um pouco do brutalismo da cidade para o lado de dentro. O mesmo material se estende até a parede do home theater abarcando também o móvel de alvenaria com portas de madeira ripada.

A madeira, aliás, tem um papel importante no conceito do projeto: ao lado das plantas, ela ajudou a quebrar a frieza do concreto e a deixar o cenário muito mais vivo e acolhedor. Já os janelões da sala garantem uma boa iluminação natural e, pro isso, possibilitam o cultivo de muito verde no ambiente. O destaque fica por conta do pequeno jardim  vertical instalado entre as duas janelas, que mais parece uma obra de arte. 

Está gostando de conhecer o lar da Anna? Então eu te aconselho a voltar amanhã para ver as fotos da cozinha, da sala de jantar e da área íntima do apê, além de conferir o vídeo da entrevista que fizemos com ela! 

Fotos: Rafael Renzo

 

Deixar Um Comentário