Lembra quando fui na fábrica da Florense e sai boquiaberta? Pois é, há tempos venho ansiosa para ver a flagship da marca e nessa última segunda-feira, 5 de agosto, eu tive a honra de conhecer a nova loja da Florense no número 690 da Alameda Gabriel Monteiro da Silva, aqui em São Paulo. A loja tem como objetivo ser a principal vitrine brasileira da marca, que é uma das mais importantes e sólidas grifes mundiais e referência internacional em mobiliário high-end.

O projeto foi responsabilidade do designer israelita Dror Benshetrit, com sua primeira participação em um processo criativo no Brasil. São 920 m² divididos em quatro pavimentos cercados por uma rica vegetação, que une folhagens, árvores frutíferas, ervas e temperos aromáticos, bem ao estilo de Dror. Na frente da loja, quatro instalações em aço corten denominadas houseplants dão forma a uma obra etérea, que é parte escultura, parte jardim e ilustra a harmonia entre natureza e arquitetura, não vejo a hora de levar as crianças para verem! Mas qual o sentidos dessas 4 esculturas gigantescas? O próprio Dror explica:

“A natureza nos inclui. Não é possível ver o mundo que nos cerca excluindo-nos
dele. Entender a nós, humanos, como parte desta natureza nos ensina a ter um novo olhar
sobre o nosso meio e também nos ensina a projetar”

Os produtos da Florense estão dispostos de uma maneira que não parece um showroom, mas sim uma casa, com ambientes convidativos e aconchegantes. A cozinha foi referência para desenvolver os outros cômodos, pois é onde as pessoas convivem. O objetivo foi reverenciá-la junto às plantas, os vegetais, as ervas, pois todos reúnem o sentimento de cuidado com o lar.

Alguns detalhes da loja são aplicáveis dentro da nossa casa, como os jardins suspensos. É muito comum vermos versões menores, que até se aplicam em apartamentos, mas nesse caso eles estão numa grande proporção e destacam a arquitetura da loja. As espécies de plantas pendentes criam como se fosse uma cascata de um jeito bagunçadinho que eu acho lindo!

O verde foi bem importante para agregar sustentabilidade, vida e estética ao projeto, que são valores que a Florense preza. O Gilberto Elkis assina o paisagismo e a parte de interiores foi desenvolvida pelo querido Aldi Flosi. A loja é daquelas que vale a visita inclusive para quem não é do mercado e nem quer fazer nada em casa, já que é um super programa. É realmente um espaço para receber os produtos da marca – quem foi na CASACOR SP com esse olhar deve ter visto o preciosismo e a qualidade dos produtos.

Vamos às fotos!

Já falei isso pessoalmente, mas vou deixar registrado aqui no blog: parabéns para todos da Florense Gabriel, a loja é audaciosa, emblemática e é a cara da marca. Fiquei muito contente de poder ter conhecido a loja na sua estreia e já quero voltar para ver com calma todos os detalhes! Aaaah, e tem mais! No quarto andar tem um restaurante, sim, em meio ao verde e na altura das houseplants e muitos já me perguntaram se ficará aberto ao público… Fica aí uma ideia 😉

Fotos: MCA Estúdio