04 2012

Arte E Arquitetura Modernistas

12 abr, 2012 |

Project Description

Semana passada fui à abertura da exposição em homenagem a Semana e 1922 na Galeria André e resolvi escrever um pouco sobre o tema. O modernismo foi um dos movimentos culturais mais férteis da primeira metade do século XX, então é fundamental conhecermos um pouquinho mais sobre ele, digamos que é quase um dever de todo brasileiro.

Bom, o movimento impactou diversas áreas criativas, literatura, pintura, design, teatro, e claro, também a arquitetura. Aqui no Brasil, a arquitetura modernista é reverenciada até hoje e grandes profissionais, como Marcio Kogan, por exemplo, buscam inspiração no estilo daquela época para criar obras incríveis e atuais. Mas a casa em destaque aqui não é contemporânea não, ela é originalíssima dos anos 30, construída no bairro Pacaembu, em São Paulo, quando as ruas lá não eram nem um pouco glamourosas como são agora.

O autor do projeto é o ucraniano Gregori Warchavchik, que explorou as linhas retas, o concreto armado e as paredes de alvenaria branca – até então elementos pouco usados na arquitetura – para causar impacto em todos que passassem pela Rua Itápolis. Para marcar a inauguração da casa, foi realizada uma exposição memorável de móveis, objetos e obras de artistas que estavam no auge, como Tarsila do Amaral, Victor Brecheret e Di Cavalcanti, participantes da Semana de Arte Moderna de 1922. A Semana de 22 completa 90 anos em 2012, por isso, a retrospectiva.

Por ser considerada um marco do movimento modernista no Brasil, essa semana merece muitas homenagens e celebrações, e é justamente isso o que a Galeria André está fazendo em São Paulo. Batizado de “A semana de 1922 em reflexão”, a galeria esta expondo obras importantes daquela época, além de fazer uma análise de todos os grandes feitos realizados pelos artistas durante aqueles preciosos dias de 22. Quer saber mais sobre a expo? Clique AQUI. Aproveitando o tema, neste feriado escutei a seguinte frase "que os seus olhos sejam atendidos" que achei linda e bem própria para este post. Então se você gosta do belo, de cultura e de arte, vale a pena ir na Galeria André para ver essa exposição. E não sinta-se acanhado ou pense que porque está entrando em uma galeria é obrigado a comprar. Não, não, as galerias são também centros de conhecimento. Normalmente quem está lá conhece bem sobre o tema exposto e tem o maior prazer em falar sobre ele.
Então, esta é uma chance de ver de pertinho obras importantes e conhecer mais sobre nossa cultura. Vá lá que eu garanto que a visita vale a pena.

Fotos via Uol Mulher | Estadão | Flickr de Luiz Seo | Galeria André