Open House | Natália Meyer – 1ª parte

Apesar de charmoso, o sobrado da década de 1980, com fachada de tijolinhos e janelas arqueadas, passava despercebido pelos olhos da designer de interiores Natalia Meyer, que já vivia no bairro há muito anos. Moradora assídua de apartamentos, nunca havia considerado a mudança para uma casa, mas por insistência do marido, resolveu dar uma chance a uma vida, digamos, “pé no chão”. Passou um tempo visitando imóveis em condomínios que, além de segurança, ofereciam áreas de uso comum completas e muitas facilidades. Porém, as plantas eram pequenas demais e não pareciam acomodar todos os sonhos da família. Foi então que ela decidiu ampliar as buscas para casas de rua e, em pouco tempo, se viu diante do sobrado de tijolinhos – e do seu futuro!

“Quando encontramos essa casa percebemos que ela tinha tudo o que procurávamos, mas que precisaríamos embarcar em um longo período de reformas”.

Para tranquilizar o coração ansioso, a Natália resolveu levar a arquiteta Daniele Cortez, que é sócia dela no escritório MeyerCortez Arquitetura & Design, para conhecer o imóvel esperando ouvir apenas opiniões negativas e razões para não adquiri-lo. Mas, para sua surpresa, a amiga apoiou a ideia de primeira e ainda se ofereceu para ajudá-la a tocar o projeto de reforma e decoração. “Caminhando pelo bairro, eu sempre reparava nessa casa e morria de vontade de entrar para ver como era. Ela tem uma identidade que acho muito bacana”, relembra Daniele.

Foram dois longos anos de espera até que o sobrado ficasse do jeitinho que a Natália imaginava. Afinal, ela precisou trocar todos os acabamentos antigos que já estavam fora de moda e deteriorados demais – com exceção do piso de madeira que foi restaurado e incorporado à nova proposta de décor. “Integramos diversos ambientes, como por exemplo a cozinha que antes tinha despensa e louçaria separadas. A área externa foi toda reformulada e o espaço gourmet também integrado a área da piscina”, afirma. Apesar da mudança radical que tomou conta dos espaços internos, a arquitetura original não sofreu alterações, preservando a sua linguagem tão característica.

Na época, Natália se mudou com o marido para a casa nova com a certeza de que faria dela um lar de verdade. Hoje, o casal é pai da pequena Alice e aguarda ansiosamente a chegada da segunda filha, Julia, que vem para preencher a casa de alegria. “Estamos construindo uma história e criando memórias incríveis aqui. A casa tem a nossa cara e foi feita do jeitinho que juntos imaginamos”, completa.

Este foi só o primeiro capítulo dessa história, viu? Amanhã eu volto para te contar mais sobre o projeto, focando na decoração dos ambientes e algumas curiosidades. Enquanto isso, confira algumas das fotos e inspire-se!!

Fotos: Rafael Renzo

2018-09-20T12:40:22+00:00 Categories: Decoração, Open House, Casas|Tags: |

Deixar Um Comentário