É muito comum pensar em um projeto com cores claras quando se trata da cozinha, mas hoje resolvi colocar em pauta a onda de tons escuros aplicados no cômodo que, muitas vezes, é o coração da casa!

As cores escuras têm fama de diminuírem os espaços, mas essa questão pode ser desmistificada quando todos os outros elementos estão em equilíbrio com elas. Tenho visto lofts e estúdios com cozinhas de 10m² em tons escuros, com boa sensação de amplitude e cheias de personalidade. Essa paleta traz contemporaneidade e aumenta o contraste com os demais materiais que estão na cozinha, como pedra, a madeira ou o próprio inox dos eletros; fora as plantas, que além de vida, ficam lindas e destacadas sobre essa base.

Um fator importante para esse tipo de cozinha é a iluminação. Se o espaço tem grande incidência de luz natural, não precisa ter medo de se jogar nas paredes e pisos escuros, e claro, um bom projeto luminotécnico é fundamental. A iluminação nesse caso não vai servir apenas para clarear a cozinha, mas também para destacar o mobiliário e os objetos de decoração presentes no ambiente.

Para as moradas que tem cozinha integrada com algum outro cômodo, a escolha de cores escuras é uma ótima aliada para deixar ambos os espaços com mais presença. Além da marcenaria, as paredes podem ganhar pintura e revestimentos escuros, os eletros e o piso de uma vez só, um ambiente monocromático pode ficar bem interessante.

Dá para perceber nas referências que separei que o preto é favorito quando a ideia é cozinha escura, mas as opções são diversas e essas podem servir como inspiração:














Esse é um conteúdo feito pelo Casa de Valentina com apoio da OMA, que na nossa opinião é a melhor empresa para cuidar do seu imóvel 😉

Imagens: Pinterest.com, Decorfacil.com, Marvelcabinetry.com, Roundecor.com, Homestolove.co.nz, Elledecor.com, Freshome.com, Home-designing.com, Vivadecora.com.br, Bertch.com, Apartmentterapy.com, Houseandleisure.co.za