“Eu sempre gostei da verdade dos materiais”. Esse princípio básico da Arquitetura Moderna, mais precisamente do Brutalismo, serviu como um guia para o trabalho que a arquiteta Maristela Faccioli desenvolve, inclusive na criação no seu próprio lar. Essa é apenas uma das razões que me levou a convidá-la a participar da websérie que produzo em parceria com a Votorantim Cimentos. As outras? Uma casa que transborda harmonia, que integra dentro e fora de um jeito super moderno e faz a gente querer conhecê-la pessoalmente!

“Gosto muito dos elementos de concreto, dos panos de vidro aramado, da massa grossa sarrafeada de algumas paredes, das cores e das bay windows da sala de jantar e do escritório”.

Apesar de considerar ser mais difícil projetar para ela mesma, a Maristela encarou o desafio e acabou encontrando seu próprio estilo de arquitetura durante o processo:  “Essa casa é um reflexo de tudo o que eu tenho feito nos últimos anos. Ela virou um laboratório para mim e se expande para os meus outros projetos”, revela.

Os materiais usados originalmente na construção do sobrado foram reverenciados na nova reforma. O que antes ficava escondido por trás de forros de gesso e pisos laminados, agora são elementos de destaque. A paredes de concreto ripado deixam transparecer a beleza e a história do seu feitio, assim como as texturas brutas e até mesmo os pequenos acasos como os furos do concreto, as pedras que aparecem, a marca da forma, e por aí vai…

“Considero, depois de quase 10 anos, que o projeto de reforma continua atual e que foi muito feliz no sentido de fazer uma intervenção que respeitou a arquitetura original, mas que imprimiu um resumo das minhas maiores crenças em arquitetura, e que serviu e ainda serve de laboratório para os projetos que venho fazendo depois dele”.

Incrível, né? Hora de assistir a entrevista que fizemos com a moradora e babar mais um pouquinho na arquitetura dessa casa:

Fotos: Rafa Renzo