MILÃO 2013 | PARTE 04



O Salão de Milão oficialmente acabou ontem, mas as novidades ainda efervescem na cidade e deixam rastros de design por onde quer que se passe. Veja hoje as novidades da feira Euroluce e outras cositas más.(Se o player não apareceu para você, ouça por AQUI)
Entre as criações interessantes do designer Davide Groppi estão as luminárias N-EURO, cujo fio cria formas geométricas na parede, e a Aria, que é uma espécie de cubo vazado com iluminação indireta. As luminárias que brincam com a forma da lâmpada continuam a fazer sucesso, mas desta vez com a tecnologia LED. A peça que mais gostei da marca Flos foi a String Light, de Michael Anastassiades. E agora mais lançamentos da Flos, incluindo os abajures Volt, de Rodolfo Dordoni, e os embutidos The Running Magnet, que lembram delicadas sancas de luz. Luminárias interativas fizeram sucesso no estande da marca FontanaArte, como a Lunaire, criada por Ferréol Babin. Essa abaixo é a Koho, uma luminária recarregável e portátil, assinada por Mika Tolvanen. Outras duas novidades da FontanaArte: a Blom, de Andreas Engesvik, que permite controlar a intensidade da luz através de suas “pétalas”, e a Chesire, do estúdio GamFratesi, que está disponível na versão de mesa, piso e teto. Essas são as peças Mendori, com desenho de Issey Miyake para a Artemide. Luminárias com uma pegada bem artesanal e delicada neste estande, da Design From Philippines. Fios de metal que mais parecem linhas na luminária Mesh, de Arik Levy para a Forestier. De longe elas parecem de papel, mas as luminárias Rituals são feitas de vidro. O design é da dupla Ludovica + Roberto Palomba. A peça é da marca Foscarini, uma das mais renomadas do mercado. Futuristas, as luminárias Chouchin Mini têm desenho de Ionna Vautrin. Luminárias de papelão da marca Graypants. A New Flame estava fazendo o maior sucesso na feira! Criada por Ingo Maurer, a peça emite uma luz que lembra a chama de uma vela. E a luz bem suave dessas peças com formas naturais também é linda, da Karboxx. E agora duas luminárias interessantes da marca Martinelli Luce, a Pipistrelo, agora na versão mini, e a Trully, de Emiliana Martinelli. Da Nemo Cassina, uma instalação linda: Wall Shadows by Charles Kalpakian. Da Petit Friture, a peça Vertigo. As peças de madeira da Secto Design tb chamaram a atenção. Pendentes Skan, com uma espessura bem diferente, da Vibia – marca que por sinal foi um dos destaques da feira – esta peça leva a assinatura de Lievore, Altherr e Molina. Cosmos, também da Vibia. Um pendente escultural cheio de bossa. Fica lindo em uma mesa retangular. By Lievore, Altherr e Molina. Peça escultural de Arik Levy, também da Vibia. Instalações feitas em um dos estandes – não lembro o nome da marca. Ops! E agora vamos para a loja-galeria Rossana Orlandi, olha só como é a cara do lugar. As luminárias Pet Lamp estavam fazendo o maior sucesso! São peças construídas com base de garrafas pet e a trama das cúpulas é inteira feita com as garrafas, olhem o detalhe nas fotos. As peças do coreano Haze Series são muito delicadas e leves. Feitas de resina. Peças da Scholten & Baijings, para a marca Hay. Copos de titânio da SUS Galery. Esses gelos tinham sido colocados há mais de 5 horas e não tinham derretido completamente, a designer disse que isso acontece por causa do material. Uau! E agora algumas fotos da livraria, restaurante e loja Corso Como e das ruas de Brera. Não perca a cobertura que fizemos também no site da revista Vogue.

2017-03-29T17:20:54-03:00 Categorias: Meu Mix, Viagens, Design|Tags: |

Deixar Um Comentário