INHOTIM



Finalmente conheci o Inhotim! O Instituto, localizado em Brumadinho – há 60km de Belo Horizonte – foi idealizado por Bernardo Paz no começo da decada de 80, época em que o paisagista Roberto Burle Marx apresentou ao empresário algumas sugestões e colaborações para os jardins do espaço – que hoje em dia são assinados pelo paisagista Luis Carlos Orsini – que fizeram questão de manter as formas e desenhos característicos de Burle Marx.

O passeio valeria só pelos jardins que são realmente incríveis e muito bem cuidados. Mas não para por aí. Com o tempo a propriedade particular começou a se transformar em um grande espaço cultural, com pavilhões e mais pavilhões repletos de obras de arte contemporâneas e bem provocativas.
Se você gosta de arte e não conhece o Inhotim, já se programe com urgência. Não existe desculpa plausível para não conhecer um dos lugares mais importantes quando falamos de Brasil e arte contemporânea.

Onde ficar? Minha sugestão é ficar mesmo em Brumadinho, a cidade é mini e não tem muitas opções de pousadas, mas como o grande atrativo é mesmo o Inhotim o importante é ficar lá pertinho.
Com quem ir? Se vc tiver a oportunidade de ir com alguém que conheça bastante de arte contemporânea – pode ser um guia, um artista ou um amigo – é uma experiência bem rica. Recomendo.
Quando ir? Qualquer época do ano, só preste atenção em como estará o clima. Como o Inhotim é inteiro aberto pegar chuva ou garoa pode minar um pouco o programa.

Não podemos clicar dentro dos pavilhões, mas fotografei alguns jardins e algumas obras externas.r
r
r
r
r
r
r
r
r
r
r
r
r
r
r
r
r
r
r
r
r
r
r
r
r
r
r
r
r
r
r
r
r
r
r
r
r
r
r
r
Logo na entrada do Instituto tem 2 lojinhas super descoladas, e com muitos produtos de design. Vale olhar com calma. Aqui vão as cerâmicas feitas no próprio Inhotim e com estampas lindas.r
r
r
r

2013-06-21T14:00:00-03:00 Categorias: Meu Mix, Viagens|

Deixar Um Comentário