FLÁVIA GERAB RESPONDE | INTEGRAR OU NÃO A VARANDA COM A SALA?



Integrar ou não a varanda com a sala? Aposto que em algum momento essa dúvida passou pela sua cabeça, né? Afinal, a integração da varanda é algo muito recorrente hoje em dia! Tem quem prefira manter os cômodos separados para ter uma área externa nas alturas. Outros enxergam a varanda como um ambiente subutilizado e preferem ter um living maior. Bom, como já deu para perceber, integrar ou não é mais uma questão de preferência, mas existem alguns itens para levar em consideração antes de escolher o caminho a seguir. Para te ajudar, a arquiteta Flávia Gerab respondeu algumas perguntinhas sobre o assunto que recebemos lá no Insta e também por e-mail. Vamos às respostas? 

@petravvl: Integrar a varanda sem retirar as portas da sala para a varanda perde o encanto da integração? E se eu retirar apenas um lado da porta e deixar o outro, como se fosse um biombo, ficaria estranho? 

Flávia: Sim, perde um pouco. A porta, de certa forma, é uma barreira visual mesmo com os vidros, pois tem toda a caixilharia que caracteriza a divisão de espaços. O que eu recomendo para deixar os espaços mais integrados, mesmo com as portas, é que seja colocado o mesmo piso ou que ao menos eles sejam nivelados e similares. 

Veja nos exemplos abaixo: 



Quanto a questão de deixar apenas um lado da porta, acredito que funcione se forem retirados os caixilhos, deixando apenas uma folha de vidro. Fiz isso em um projeto meu e acho que foi uma solução melhor, pois a partir do momento que você tem os trilhos e caixilhos, já fica descaracterizada a ideia de biombo e vira uma folha de porta. 


@maureenlondon: Se integrar, quando fizer churrasco fica muito cheiro na casa? Com a separação não é melhor porque ficam dois ambientes? 

Flávia: Sim, fica cheiro de churrasco. Posso dizer isso até por experiência própria. Substitui a coifa da construtora por uma super potente, mas ainda assim o cheiro de churrasco percorre pela casa. Quanto a questão de separação de ambientes, depende muito do que você pretende. Quando falamos em integrar, é para criar um espaço com mais amplitude, sem barreiras visuais e maior aproveitamento de um espaço que, em alguns casos, é subutilizado – ou seja, quando a varanda passa a ser uma extensão da sala. Agora, caso você queira uma varanda com características e funções de varanda, é melhor que os ambientes fiquem separados mesmo. Veja na imagem abaixo:


Neste apartamento, a varanda se integra bem à sala, pois mantém a mesma identidade visual. O piso é continuo, criando a sensação de um espaço único e muito mais amplo. 


Já nos exemplos abaixo, a varanda não segue a mesma linha da sala e os espaços têm funções individuais:

@jrt_t: Tenho vontade de abrir a sala para a varanda, mas tenho churrasqueira e fico com medo da fumaça que vai para a sala…

Flávia: A fumaça não vai, somente o cheiro.

@alinepek: E as questões legais?

Flávia: Bom, fazer o fechamento de vidro da varanda já é considerada uma alteração da fachada. Teoricamente, a partir do momento em que o envidraçamento é feito, as portas podem ser retiradas. Porém, tanto o fechamento de vidro quanto a retirada das portas são questões que devem ser definidas em assembléia de condomínio, e não de prefeitura, com aprovação de 2/3 dos votos totais e que sigam um determinado padrão, bem como questões como padronização de cortinas, iluminação e tudo que for pertinente a área de varanda. Ou seja, caso você pretenda fazer a retirada das portas e isso ainda não esteja definido pelo condomínio, solicite ao síndico que seja feita assembléia para aprovação de tudo que se refere à fachada. 

@recegodinho: E quando chove muito forte, será que entra água até a sala? 

Flávia: Se o fechamento de vidro for bem feito, não. Por isso é sempre bom garantir que a empresa que vai executar o serviço seja confiável. 

Luiza Gonçalves: A minha sala e varanda são bem pequenas. Ficaria bom integrar a varanda e mudar a sala para lá? Assim sobra mais espaço para a sala de jantar no living…

Flávia: Sim, essa é uma boa solução para ampliar a sala de jantar ou o espaço que desejar. Veja no projeto abaixo: 

Mudamos o Living para a varanda para termos espaço suficiente para inserirmos o home e também a sala de jantar. Além da vantagem de ganhar mais espaço, o living ganhou mais iluminação natural, o que é sempre muito bem vindo.

O que achou das dicas da Flávia? Super úteis, né? Bom, então aposto que você também vai curtir esses outros posts dela: FLÁVIA GERAB RESPONDE | DÚVIDAS SOBRE LAREIRAS, FLÁVIA GERAB RESPONDE | COMO ARRUMAR ESTANTES e FLÁVIA GERAB RESPONDE | TAPETES NA DECORAÇÃO

Casa 2 Arquitetos | Mariana Orsi | Flávia Gerab | Gislene Lopes | BMG Arquitetura

2015-10-13T13:55:00-03:00 Categorias: Ambientes, Decoração, Jardins & Varandas, Apartamentos|

Um Comentário

  1. Nicole fevereiro 26, 2018 em 2:43 pm - Responder

    Olá, queria fazer da minha varanda uma extensão da cozinha. É estranho eu tirar a porta da varanda que dá acesso a cozinha e estender a pedra até a varanda e fazer ali um gourmet? Porém deixando a pista que separa a varanda da sala! Não quero integrar à sala, apenas a cozinha é possível?

Deixar Um Comentário