Já disse aqui que a revista espanhola  El Mueble é uma das minhas prediletas. Todas as pesquisas que faço caio lá buscando referências. E não foi diferente com esta casa aqui.

A residência foi  projetada pelo escritório de arquitetura Lizarriturry Tuneu e tem inspiração medieval expressa nos materiais e no terreno e se mistura com aspectos modernos que atualizam os ambientes.

A família que habita a residência estava em busca de uma segunda casa longe da cidade e cercada pela natureza, e foi exatamente o que encontraram. Parte da estrutura é centenária e o projeto foi desenvolvido pensando em preservar a história; principalmente a presença das pedras na fachada, que nos conecta diretamente à era medieval. Para clarear e refrescar a rusticidade, foi necessário um projeto de paisagismo com espécies nativas que combinassem com o que o terreno já tinha, resultando num visual de cair o queixo!

O escritório Lizarriturry Tuneu teve o cuidado de agregar características modernas à estrutura original, para balancear os estilos e não deixar o espaço tão carregado. Como o layout era bem antigo e deixava a casa escura, a ideia foi inverter isso na hora da reforma: preencher a casa com luz e a tornar mais espaçosa e confortável. Além disso, a morada era pequena, tornando necessária a criação de um anexo para ampliar a construção (ficou tão bom que nem dá para perceber a diferença rsss). Inclusive, a cozinha fica na área expandida…

Outra intervenção arquitetônica foi na sala de jantar. Existia uma sala no andar superior que foi demolida para a sala de jantar ganhar espaço e altura expressiva no pé direito! Ainda pensando em melhorar a iluminação interna, os arquitetos aumentaram todas as janelas, inclusive a que liga o jantar ao jardim para a paisagem invadir a casa!

O quarto ficou onde era uma varanda velha, onde as vigas foram restauradas. Depois disso, uma abertura foi feita do dormitório para o banheiro que integra uma área de vestir, ou seja, um camarim completo e espaçoso. O décor no interior da casa girou em torno do microcimento, material lindo presente no piso, paredes, e que ainda faz base para a madeira, em diversas situações, trazer calor aos cômodos.

Por fim, em vez de uma varanda tradicional, o escritório de arquitetura optou por por instalar uma pérgola com um teto de cana e uma glicínia que, à medida que as folhas caem no outono, permite a entrada de luz na casa sem obstáculos. Mais relaxante impossível…. Que tal um verão em uma casa dessas? Fica aí a inspiração 😉

Fonte: Elmueble.com
Imagens: Pere Peris | El Mueble