Iluminação: está aí um assunto que rende pano para manga, não é mesmo? As dúvidas na hora de comprar e colocar em prática um projeto luminotécnico em casa são constantes e vão desde a escolha do material ao tipo de lâmpada que devem ser utilizadas em cada cômodo.  Mas vamos combinar que tamanho cuidado tem um super fundamento, já que o mau uso da luz pode prejudicar não só a funcionalidade, como também o visual completo dos ambientes. Bom, para acabar de vez com os seus questionamentos, aqui vai a nossa lista completa de dicas sobre iluminação:

 

#1 A LÂMPADA CERTA

A tonalidade da luz que a lâmpada emite no ambiente é um ponto importante que deve ser levado em consideração. Nos cômodos de lazer e descanso, como a sala de estar e o quarto, crie uma atmosfera aconchegante optando pela luz quente, de tonalidade amarelada. Já em locais como a cozinha, banheiro e áreas de serviço indica-se a luz fria, que tem uma cor azulada e é mais estimulante.

 

Decoração de: Decoração de: Quarto de casal; papel de parede florido; Casa de ValentinaDecoração de: Cozinha; papel de parede geométrico; Casa de Valentina

 

#2 LUZ CENTRAL

A principal fonte de luz do cômodo deve iluminar de forma geral, ou seja, ser forte o suficiente para distribuir a luz pelo espaço inteiro de maneira homogenia – geralmente, o ponto fica localizado no centro do cômodo. Quer deixá-lo ainda mais iluminado? Então, opte por paredes e teto claros que irão refletir a luz com mais intensidade.

 

Decoração de: Sala de estar; vigas de madeira; Casa de ValentinaDecoração de: Quarto de casal; luminária vintage de vidro; Casa de Valentina

 

#3 MATERIAIS

As luminárias podem ser produzidas com inúmeros tipos de material – polipropileno, fibras naturais, tecido, vidro, ferro… – e nos mais variados formatos. Cada uma delas trará um efeito específico na decoração, por isso, quando for comprar a sua, certifique-se de que gosta da maneira que ela emite a luz, que curte os desenhos e sombras que ela forma no espaço e a intensidade da iluminação.

 

Decoração de: Sala de jantar; luminária com textura escamas; Casa de ValentinaDecoração de: Detalhes; luminária madeira; Casa de ValentinaDecoração de: Sala de estar; pendente cobre; Casa de Valentina

 

#4 LUZ INDIRETA

Abajures, arandelas, luminárias de piso… Todos eles tem a função de iluminar os ambientes de maneira difusa e pontual. Esse tipo de iluminação é ótimo para criar diferentes cenários em um mesmo espaço, já que cada peça funciona de maneira independente. As mesas laterais, aparadores e criados-mudos são apoios perfeitos para os abajures, que podem ser todos iguais ou de modelos diferentes.

 

Decoração de: Detalhes; arandelas quadradas de embutir; Casa de ValentinaDecoração de: Detalhes; pendentes retrô; Casa de ValentinaDecoração de: Sala de estar; mix de abajures; Casa de Valentina

 

#5 DESTAQUE

Para dar destaque a algum objeto específico, aos enfeites em uma prateleira ou estante, vale apostar nas seguintes soluções: fitas de Led, que são coladas no interior do móvel e distribui uniformemente a luz; spots embutidos no móvel, que cria uma iluminação mais pontual; abajures direcionados, que podem ser arandelas instaladas na parede, articuladas ou fixas, ou então um abajur com clip que é facilmente preso à prateleira.

 

Decoração de: Detalhes; iluminação com firta de Led; Casa de ValentinaDecoração de: Sala de televisão; spot dicroica; Casa de ValentinaDecoração de: Sala de estar; arandelas articuladas; Casa de Valentina

 

#6 PARA LEITURA

Os melhores modelos de luminária para a leitura são as articuladas, sejam elas de mesa ou de piso. Como a atividade requer atenção, a luz precisa ser direcionada e clara na medida, para não forçar ou cansar a vista do leitor.

 

Decoração de: Detalhes; luminária de piso com cúpula preta; Casa de Valentina Decoração de: Detalhes; luminparia de mesa articulada; Casa de Valentina

 

#7 SEM OFUSCAMENTO

Um ambiente com muitos espelhos e peças de superfícies reflexivas pede cuidado redobrado na hora de ser iluminado. Isso porque luzes muito intensas perto desses materiais podem causar o ofuscamento, ou seja, aquela sensação indesejada da luz refletindo diretamente nos seus olhos – efeito a ser evitado a qualquer custo!

 

Decoração de: Sala de estar; superfícies brancas; Casa de ValentinaDecoração de: Lavabo; parede espelhada; Casa de Valentina

 

#8 AMBIENTES INTEGRADOS

Para manter a harmonia visual e valorizar ainda mais a sensação de integração nos ambientes abertos, vale investir em um mesmo modelo de luminária para o teto de cada cômodo. Não gosta do look muito certinho? Não tem problema! Faça o mix de luminárias, mas preserve a uniformidade nas cores, materiais ou texturas.

 

Decoração de: Sala de estar; luminária pendente dourada e cristal; Casa de ValentinaDecoração de: Sala de estar; luminárias pendentes pretas; Casa de Valentina

 

#9 PROPORCIONAIS

Antes de se apaixonar por uma luminária, preste atenção no seu tamanho! Um cômodo pequeno e com teto rebaixado comporta melhor um lustre pendente mais recatado ou então um modelo embutido. Sua sala é ampla e com pé-direito alto? Então, abuse dos volumes e das texturas.  

 

Decoração de: Sala de jantar; pendente de cristal; Casa de ValentinaDecoração de: Sala de estar; estilo clássico; Casa de ValentinaDecoração de: Sala de estar; luminária embutida; Casa de Valentina

 

#10 DIVERTIDAS

Não adianta escolher a iluminação pensando somente no lado funcional, hein. Afinal, o processo de decoração é para ser super apreciado. Traga um pouquinho de bom humor  aos espaços optando por abajures e pendentes inusitados e divertidos, que vão deixar a atmosfera da sua casa muito mais leve.

 

Decoração de: Detalhes; luminária de origami; Casa de ValentinaDecoração de: Quarto de criança; lustre galhos de árvore; Casa de ValentinaDecoração de: Detalhes; lustre com cartas de papel; Casa de Valentina

 

Curtiu as dicas? Agora é hora de aproveitar!! Confira algumas peças que estão em promoção:

 

Decoração de: