O Urban Jungle na decoração tem sido cada vez mais disseminado e apreciado pelos amantes desse estilo. O fato de as moradas estarem cada vez menores e não terem varanda, jardim ou quintal no layout, fez com que as plantas entrassem para dentro de casa sem medo ou discrição. Para começar, encare o assunto não só como tendência, mas sim como estilo de vida, já que os Millennials, jovens adultos de hoje e futuros clientes de arquitetos e designers, fazem parte da geração que mais se preocupa com a natureza e a importância de viver perto dela.

A expressão que significa “selva urbana”, refere-se justamente à um maior contato com a natureza em meio as cidades, e é pelo fato de o estilo ter ficado tão expressivo, que hoje muitos outros tipos de casa e décor querem o verde invadindo não só áreas sociais, mas também os banheiros!

Respeitar a rotina e as demandas de quem mora na casa é item fundamental quando se pensa em colocar plantas no espaço – que nesse caso, são muitas -, pois elas precisam de cuidado e atenção. A escolha das espécies vai depender de quanto tempo a pessoa pode se dedicar e se sabe/gosta de cuidar das plantinhas. Resolvido isso, já é meio caminho andado para começar a estruturar uma mata dentro do banheiro!

Mas pode mesmo ter plantas no banheiro? Elas não secam com o vapor quente da água? E a pouca ventilação? Todos os questionamentos são válidos e, graças à diversidade enorme de espécies que a natureza nos oferece, dá SIM para criar uma floresta linda dentro do cômodo, cheia de vida e frescor! Como tudo que envolve casa é questão de analisar características, listei algumas para facilitar o processo em questão:

  • espécies de sombra ou meia sombra se adaptam melhor à mudanças de temperatura e umidade (sempre tenha certeza de que não é uma espécie tóxica);
  • as plantinhas com tonalidade verde são mais fáceis de cuidar que as florais, e dão mais sensação de mata;
  • os vasos de cerâmica ajudam a reter umidade e mantém a terra fresca por mais tempo;
  • como as sementes recém plantadas tem mais dificuldade para crescerem no banheiro, investir nas mudas já crescidas é uma boa!

Algumas espécies para compor sua floresta no banheiro: Samambaia; Espada de São Jorge; Bálsamo; Cactus; Asplênio; Zamioculca; Camedórea; Palmeira Ráfia; entre outras… Quanto mais variedade, melhor! Na dúvida, vale consultar um paisagista AQUI na seção de Profissionais do blog 😉

Depois de escolhidas, a composição e distribuição pelo banheiro é livre! Funciona misturar o tamanho das folhagens, os tons de verde e os formatos dos vasos, que podem ficar no chão, apoiados na bancada da pia, suspensos ou em uma paredona verde. Para quem assim com eu navega bastante no Pinterest, viu que a dica de pendurar um ramalhete de eucalipto no chuveiro tem sido muito compartilhada, pois quando o vapor entra em contato com as folhas, o eucalipto libera seu odor que tem propriedades anti-stress, anti-inflamatórias, antissépticas e melhora o humor, a mente e a saúde do sistema respiratório (óbvio que em casos de problemas respiratórios sérios, deve-se seguir sempre recomendação médica).

Pensando nos cuidados, cada espécie terá característica e necessidade específica, por isso é sempre bom estudar todas as plantas que escolher incluir no banheiro. Em linhas gerais, deixar janela e porta abertas é fundamental para ventilação, e respeitar a frequência de regar, podar e adubar de cada plantinha é super importante.

Além das plantas em si, dá para agregar diferentes elementos naturais ou a própria cor verde à decoração do banheiro, para ampliar a sensação de bem-estar que é estar envolto(a) pela mata, como saboneteiras, quadros, pintura, revestimentos e etc. Aaah, inclusive, tem uma matéria da coluna Papo de Paisagista AQUI que pode complementar essas ideias:

Projeto acima: JC Architecture

Projeto acima: JC Architecture

Projeto acima: JC Architecture

Fontes: Archtrends.com, Playgrama.com.br
Imagens: Bloomscape.com, Plantsandflorals.nl, Archdaily.com.br, Dezeen.com, Verbalgoldblog.com, Housebeautiful.com, Decorits.com, Realhomes.com, Plantscapers.com, Architecturaldigest.com, Apartmenttherapy.com, Goodhousekeeping.com, Urbanjungle.tumblr.com